PEDAGÓGICA

Pedagogicas_1150px

ANO 2016| 2017

Antes de passarmos aos objetivos para 2017, importa divulgar a forma como a Secretaria Regional Pedagógica se vai organizar e dinamizar.
Assumimos o Compromisso de estar presentes em todas as iniciativas Regionais e de cada um dos Departamentos, de forma a estarmos próximos e sermos o apoio necessário de todos aqueles que, no dia-a-dia, dão o melhor de si mesmos para fazerem os outros mais felizes e deixarem este mundo um pouco melhor do que o encontraram.
Assim, para podermos levar a cabo esta missão, calendarizamos já 4 reuniões da Secretaria Pedagógica com os seguintes Objetivos:
– Lançamento do Ano Escutista:
16 Setembro 2017
– 1ª Avaliação intermédia do Ano Escutista:
3 de Janeiro 2017
– 2ª Avaliação intermédia do Ano Escutista:
28 Março 2017
– Avaliação final e preparação do ano seguinte: 27 de Junho de 2017

A Secretaria Regional Pedagógica tinha como objetivo para 2016 a Elaboração, Aprovação e Implementação de uma ação (jogo) que permitisse avaliar a implementação do PE junto das unidades e que, por vicissitudes várias, não foi possível concretizar.
Face à relevância que o PE tem, entende a Secretaria Regional Pedagógica que a implementação dessa Ação é deveras importante pois permite:
– Aferir o grau de implementação do Programa Educativo junto das unidades;
– Intervir junto das unidades que ainda não conseguiram implementá-lo, sugerindo formas de atuação que permitam ultrapassar esse constrangimento.

Entendemos também que, face às diversas atividades em que a Região e Agrupamentos estão envolvidos, seria demasiado ambicioso criar, aprovar e implementar num só ano a referida ação, pelo que nos propomos concretizá-lo em duas fases:
– 1ª Fase: até 30.06.2017 – Criar e submeter a aprovação o presente objetivo;
– 2ª Fase: 2017/2018 – Implementar o pre-sente objetivo
Para a concretização da 1ª Fase está já agendada reunião, em que participará toda a Equipa Pedagógica, mais a Assistência Regional, em local a designar, a 05.11.2016.

A existência de pequenas ferramentas que possam ser usadas nas unidades como apoio à execução do PE é uma ajuda preciosa para que o mesmo possa ser devidamente implementado, trazendo, ao mesmo tempo, um critério de uniformização e sistematização desses apoios.
Circulam diversas ferramentas desse género, sendo nossa intenção pegar nelas, desenvolvê-las e divulga-las por todos os Agrupamentos.
Nesse sentido, assumimos o compromisso de até 30.06.2017 ter duas ferramentas desenvolvidas e divulgadas por toda a região que permitam:
– Aplicar o Sistema de Progresso Pessoal;
– Identificar as Áreas de Desenvolvimento, Trilhos e Objetivos Educativos

Por outro lado, no nosso entender, a partilha de boas práticas entre seções e agrupamentos da deve continuar a ser incentivada e desenvolvida, privilegiando o modelo Regional, dai a repetição para 2017 do objetivo proposto para 2016. É nesse sentido que propomos desde já datas para o próximo ano [ver calendarização].

A par de todas estas iniciativas propomos igualmente a Dinamização de Jornadas de Reflexão, para cada unidade, aproveitando para o efeito as datas dos respetivos Patronos. Estas Jornadas de Reflexão, serão implementadas por cada unidade na reunião mais próxima de cada uma daquelas datas. Para esta dinamização serão criadas propostas de reflexão, da responsabilidade da Assistência Regional.
Assim:
I Secção – São Francisco de Assis – 04/10/2017
II Secção – São Tiago – 25/07/2017
III Secção – São Pedro – 29/06/2017
IV Secção – São Paulo – 25/01/2017

No entender da Secretaria Pedagógica Regional, a participação em atividades de carácter Nacional e Internacional traduz-se numa oportunidade educativa única, pelo que interessa divulgar e incentivar a participação de todos os agrupamentos, agarrando para o efeito as oportunidades que se colocam ao longo do ano de 2017 como é o caso da Luz da Paz de Belém, do Jota/Joti e do ACANAC 2017.
Nesse sentido, assumimos o compromisso de, à medida que a informação sobre todas estas atividades for surgindo, promover encontros, ou aproveitar outros encontros já agendados (Conselho consultivo, p.e.) para divulgar e incentivar a participação dos Agrupamentos da Região.
No que à Luz da Paz de Belém diz respeito, temos já a proposta/compromisso de um Agrupamento de ir a Évora, local da cerimónia Nacional, buscar a Luz da Paz e distribuí-la pelos Agrupamentos da nossa Região: o Agrupamento de Vera Cruz.
Previsivelmente, a Cerimónia Nacional realizar-se-á a 10/12/2016. Assim, a Cerimónia Regional será a 17/12/2016.
Para divulgação da iniciativa e fomentar a par/ticipação dos Agrupamentos da Região (quer na cerimónia Nacional, quer na Cerimónia Regional), propomos aproveitar algumas reuniões já agendadas em que marcarão presença representantes de todos os Agrupamentos.
Para as restantes iniciativas (Jota/Joti e ACANAC 2017) manteremos o mesmo procedimento.

Álvaro Castanheira 221 Anadia
SRP

Responsáveis dos departamentos:
1ª Secção
Filipa Melo 1345 São Lourenço do Bairro
2ª Secção
Sónia Inácio 850 Calvão
3ª Secção
Filipe Loureiro 190 Murtosa
4ª Secção
Catarina Camões 1116 Branca

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

ANO 2015| 2016

O Sistema de Patrulha é a verdadeira base da nossa formação. Está presente desde o início da caminhada escutista aos 6 anos, e acompanha-nos sempre, até à Partida e até na nossa forma de organização nas estruturas do nosso Movimento, sejam elas de Unidade, Locais, Regionais ou Nacionais.
Este é também o propósito da Secretaria Regional Pedagógica: promover e fomentar o Sistema de Patrulha ao suportar e ajudar os vários “Guias dos diferentes níveis” a estarem dotados das competências que lhes permitam representar da melhor forma o seu papel na sua patrulha.
Para isso, depois deste primeiro ano de constituição da equipa e de algum trabalho de nível regional para que todos nos sintamos parte deste corpo que é o escutismo da Região de Aveiro, propomo-nos agora a encetar um conjunto de atividades e iniciativas que concorram para esse objetivo maior de lançar sementes que nos permitam no futuro ter uma região ainda mais forte e um escutismo de ainda melhor qualidade, com o suporte dos nossos Guias.
Assim, através dos encontros de Guias das várias Secções, da dinamização do Animativa em parceria com a Assistência Regional e a Secretaria Regional dos Adultos e Formação e através da proposta à Região de várias atividades de nível regional para cada uma das Secções, pretendemos reforçar este Nó que nos une e que nos faz ser “Uma nova maré de Escutismo com Sal”.

Nuno Peixinho 136 Esgueira
SRP

Filipe Loureiro 190 Murtosa
SRPAdjunto

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

ANO 2014| 2015

Secretaria: casa, repartição ou escritório onde se faz o expediente de qualquer serviço público.
Regional: referente a uma região, local; típico ou característico de determinada região.
Pedagógica: relativo ou conforme à pedagogia => teoria da arte, filosofia ou ciência da educação, com vista à definição dos seus fins e dos meios capazes de os realizar.
através de infopedia.pt

Somos uma nova equipa agora a iniciar um trabalho que já não é novo; é um trabalho com um mesmo fundamento há mais de 100 anos: educar jovens para serem melhores cidadãos!

O Escutismo é uma escola base de comportamentos e formas de estar, pela qual orientamos a nossa vida em todas as vertentes e em todos os papéis que desempenhamos, como filhos, pais, profissionais, amigos, estudantes…

É uma escola de educação não formal, uma forma de educação e não só de instrução, onde é privilegiada a sabedoria e as experiências (mais orientadas para a aquisição de competências de sociabilidade, bom senso e até equilíbrio emocional), preferencialmente à lógica “apenas” do conhecimento (na vertente de aquisição de informação técnica com fim operacional). Este último poderá e deverá estar sempre presente, mas sempre como uma Oportunidade para alcançar o primeiro!

O Escutismo é, então, uma escola diferente!

Desde 2007 até agora, aquele que ainda continuamos insistentemente a chamar de “novo” Sistema de Progresso, já não é novo e já está bem vivo nos nossos Bandos, Patrulhas, Equipas e Tribos! Veio colocar-nos algumas questões, novas formas de trabalhar, diferentes maneiras de olharmos e de acompanharmos os nossos escuteiros!

Queremos então edificar na região, um espaço de partilha entre todos, que junte ideias e desenvolva ferramentas e conceitos que nos ajudem, a nós Dirigentes, a encontrarmos e operacionalizarmos os melhores meios, para que os nossos escuteiros atinjam os seus fins com sucesso!

Nuno Peixinho
SRP

 

Leave a Comment